Páginas

sábado, 30 de junho de 2012

Exposições do 1º Semestre de 2012

Olá pessoal!

O post de hoje é bem diferente de tudo que já foi postado aqui e não tem necessariamente a ver com literatura, mas com cultura em geral. Então, bora conferir os locais que visitei com os meus amigos no primeiro semestre deste ano?

  • “Guerra e Paz” – Memorial da América Latina, Barra Funda – São Paulo, SP | De 7 de fevereiro de 2012 a 21 de abril de 2012 (posteriormente adiada, até 20 de maio de 2012). | ENTRADA GRATUITA

SDC10345

Eu, Bia G., Mika, Naty e Isa fomos nesta exposição em 11 de março. Além de “Guerra e Paz”, estavam expostos mais de 100 estudos que Portinari fez para criar a obra final:

Guerra e Paz

As obras tem de dimensão 14 metros de altura por 10 metros de largura (veja como as pessoas ficam muito pequenas comparadas ao tamanho das telas). Ao entrar na exposição, foi exibido um vídeo e a gente pôde sentar no chão. Ficou um ambiente bem vibe, rs

Um pouco da história das telas para vocês: Em 1956 as telas foram entregue à ONU e ficaram expostas somente aos delegados das Nações no hall de entrada a assembleia. Toda a história, como foi feita, transportada e tudo o mais, você pode conferir no site http://www.guerraepaz.org.br/ .

O que mais me impressionou foi: a proporção entre o tamanho das pessoas e das obras; como “Guerra e Paz” é montada (não é uma tela de 14x10 m… são várias que se encaixam, o que facilita o transporte); e o fato de o governo americano ter afirmado que não havia como trazer as telas para o Brasil porque elas estavam fixas. Mas, como brasileiro sempre dá um jeitinho, o pessoal envolvido no Projeto encontrou um vídeo que mostrava a montagem nas telas na ONU, logo, havia possibilidade de serem retiradas (sacana, esse americanos, hein?).

Não sei quando haverá outra exposição de “Guerra e Paz”. Mas, se por um acaso, for em um lugar próximo de onde você vive, com certeza visite a exposição, será algo memorável, daquelas histórias para contra para os seus netinhos, rs

  • Museu de Arte de São Paulo (MASP), Av. Paulista 1578 – São Paulo, SP | ENTRADA GRATUITA ÀS TERÇAS-FEIRAS

Eu, Bia G. e Leandro fomos lá dia 17 de abril (uma terça-feira, ÓBVIO), conferir a exposição Roma - A vida e os Imperadores (que estava lá de 25 janeiro até 22 de abril), mas temos a grande pequena impressão de que não a vimos.

O MASP é muito grande: tem 3 andares superiores, o térreo, e ainda uns andares inferiores. Então, nós ficamos um pouco perdidos e só vimos os 3 andares superiores, onde está o acervo fixo do museu (Romantismo: A Arte do Entusiasmo e Deuses e Madonas – A Arte do Sagrado Coração), estará até 8 de julho a Coleção Pirelli – 19ª Edição e estava De Chirico: O Sentimento da Arquitetura. A última tinha uns quadros muito legais, tais como, “O retorno de Ulisses”:

Enfim, não vimos a exposição que fomos ver, mas vimos outras muito legais, rs! Não vimos Roma - A vida e os Imperadores porque a parte superior do museu é tão imensa que nos cansamos. Portanto, uma dica para for ao MASP: SAIBA em que andar está a exposição que você quer ver, se não, você vai ver todas as outras e ficará muito cansado para encontrar a que você queria tanto observar.

Atualmente, está em exposição Papéis Estrangeiros, Obsessões da Forma, Modigliani – Imagens de uma Vida, além da exposição fixa e da Coleção Pirelli – 19ª Edição, já citadas anteriormente.

Não tenho certeza se pode ou não tirar foto (mesmo que sem flash) das obras no MASP. Então, aqui vão fotos “aleatórias” na Av. Paulista.

Abaixo, um artista de rua, que estava no andar térreo do MASP. Ele toca muito bem, o som é muito animado, rs

SDC10467 O Parque Tenente Siqueira Campo, em frete ao MASP (no meio do parque tem uma avenida, e uma passarela conecta as duas partes, vejam nas próximas fotos):

SDC10470

E umas fotos pessoais, já que tiramos várias:

SDC10472 SDC10473

  • Jorge Amado e Universal” – Museu da Língua Portuguesa, Estação da Luz, São Paulo – SP | ENTRADA GRATUITA AOS SÁBADOS

Eu e a minha mãe fomos aos museu dia 28 de abril (cês acreditam que era um sábado? haha). Jorge Amado e Universal” ficará em exposição até 22 de julho. Também vimos a exposição fixa. O Museu da Língua Portuguesa é muito interativo! Tentarei explicar como funcionavam algumas coisas com as fotos abaixo.

Esse “negócio estranho” que parece uma latinha, funcionava assim: nós ficávamos embaixo dele e escutávamos o que estava na tela. No caso, esse excerto de “Capitães da Areia”.

 SDC10505SDC10504

Uma parede de material bem rústico, com o nome dos principais personagens de Jorge Amado:

SDC10548SDC10506

Várias notícias e artigos sobre Jorge Amado e suas obras:

SDC10526 SDC10534

“Capitães DA areia”:

SDC10557

Beco das Palavras, no qual nos brincamos com as palavras, juntamos o radical e a terminação, e ficamos sabendo a origem e o que significa a palavra (é uma mesa, a gente empurra as partes da palavra sem tocar, é tipo um kinect, rs):

SDC10565 SDC10563

Se pudesse tirar fotos com flash, teriam mais fotos “publicáveis” para vocês, rs. Portanto, encerro o post com um foto da estação da luz – um lugar lindo, histórico, mas um pouco sinistro hoje em dia (sim, o medo de tirar a foto e ser roubada foi grande, ‘-‘):

SDC10569

Até o próximo post! :*

Um comentário:

  1. Ola Mari!!!
    Que post legal :D
    Adorei conhecer esse seu lado.
    Acho que fui em um museu uma unica vez quando estudava. Vi obras do Alejadinho. (acho que era isso rs)

    Muito interessante a brincadeira das palavras e que foto maravilhosa essa da estacao.
    Uma pena que ficarei tao pouquinho em sampa em agosto e nao terei tempo de conhecer esses lugares maravilhos.

    Bjks...

    ResponderExcluir

Fique à vontade de deixar um comentário. Só cuidado com a forma de se expressar, nada de ofensas! Sua participação é muito importante no "Ler é Conhecer", ;)!