Páginas

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Resenha: “Flora Segunda”, de Ysabeau S. Wilce

Título Original: “Flora Segunda”
ISBN: 9788516055684
Páginas: 448
Editora: Salamandra
Tradutor: Cássio de Arantes Leite
Ano: 2007
Avaliação: 4 estrelas

O livro “Flora Segunda”, de Ysabeau S. Wilce descreve a história “de uma garota corajosa, seu parceiro de olhar vítreo, dois mordomos agourentos (um deles azul), uma casa com onze mil cômodos e um cão vermelho”.

Foi difícil encontrar informações sobre a Ysabeau S. Wilce, mas encontrei algumas. A pronúncia correta do nome dela é Iz-a-bow Wils. A autora é americana e é formada em História Militar. Além de “Flora Segunda”, foi publicada a continuação mas, ainda não foi lançada no Brasil. É intitulada “Flora’s Dare”, e com uma tradução livre para português seria: “Desafio de Flora”.

Flora Fyrdraaca, a protagonista, tem uma família desestruturada. O pai dela era militar e foi preso durante a Guerra em uma prisão Huitzil, permanecendo lá três anos. Depois de ser liberto, Pápi entregou-se ao álcool e ao cigarro, e passa dias e dias trancado no quarto, mas às vezes saí para perturbar. A mãe de Flora, Mama, é general comandante do exército e vive viajando. A irmã de Flora chama-se Idden, é capitã do exército, mas não mora em Crackpot Hall com os outros.

Como deu para perceber, toda a família é do exército e Flora será a próxima a ingressar, depois de seu aniversário de 14 anos, a Catorcena, maior idade. Todos os Fyrdraaca são soldados, mas será que Flora quer seguir a tradição da família?

Em Crackpot Hall, a casa da família Fyrdraaca que tem onze mil cômodos, havia um residente que cuidava de toda a organização. Só que ele foi banido, sendo que agora, a família só tem acesso a alguns cômodos, portanto, é Flora quem cuida da limpeza da casa. Mas, será que ela quer continuar a fazer o trabalho que não estava destinado a ela?

Amei a Flora, ela é tão corajosa! *--*

A diagramação do livro é linda de mais! Inclusive, gravei um vídeo mostrando o livro por dentro. Vocês têm que ver o quão belo ele é:

A história é bem engraçada. As trapalhadas da Flora e do Udo, o melhor amigo dela, são demais! A expressão “porcalhudo” é muito utilizada, empregá-la invés de palavrões seria uma opção melhor para qualquer pessoa, porque é engraçada e ninguém iria ficar chocado quando falasse! rs

Digamos que a Flora terá duas “missões”. A primeira é tão emocionante, que não dá vontade de parar de ler até terminá-la. A segunda é um pouco menos complicada, mas demora “séculos” para acabar, tem muitos obstáculos bobos e eu não gostei disso, enrolou de mais!

O final do livro é muito bom, mostra um exemplo de superação. Como eu disse, tem o próximo livro, mas ainda não foi lançado no Brasil, :(! Recomendo o livro para quem curte histórias do gênero aventura e fantasia!

6 comentários:

  1. Olá!

    Adorei a sinopse e a sua resenha! Ficou tão original, tão crítica e profunda. E o vídeo só ajudou!

    Abraços!

    Ana Carolina Nonato
    Seis Milênios

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu adorei esse livro, Mari!
    Muito fofo e cativante, e Flora é uma das melhores protagonistas que já li.
    Enquanto eu acompanhava a história, eu não conseguia deixar de lembrar de A Bússola de Ouro (se não leu, tem que ler, porque é MUITO bom) - onde a gente conhece um mundo completamente diferente, mas com personagens que já fazem parte desse mundo. Não sei se deu pra entender, mas é como se a gente meio que caísse de paraquedas num lugar completamente diferente, e tem que ir descobrindo tudo aos poucos enquanto os personagens observam as coisas. E a Lyra, da Bússola, é tão corajosa quanto a Flora!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari
    Estou com a Flora neste momento, pelo LV!
    Depois de ler vou fazer um post sobre o livro.
    Bjks mil

    http://blogdaclauo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Fique à vontade de deixar um comentário. Só cuidado com a forma de se expressar, nada de ofensas! Sua participação é muito importante no "Ler é Conhecer", ;)!