Páginas

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Indignações de uma bookaholic 2: Fechamento da Biblioteca Embarque na Leitura – Largo Treze

Para quem não sabe, no dia 6 de dezembro de 2007, foi inaugurada a Biblioteca Embarque na Leitura – Largo Treze. Ela era patrocinada pela Visa e pelo Instituto Brasil Leitor, e ficava na Estação de Metrô Largo Treze. Isso mesmo, havia uma biblioteca em plena estação de metrô.

Veja o vídeo que promoveu a inauguração da biblioteca:

Quem é fã de Harry Potter, já viu algumas das capas dos livros e/ou prestou atenção no vídeo, viu que no minuto 5:57 em diante, aparece o livro “Harry Potter e a Ordem da Fênix” sendo emprestado para uma usuária da biblioteca.

Hoje é 15 de julho de 2011, dia da estreia mundial do filme “Harry Potter e as Relíquias da Morte” – Parte II, o último filme desse aclamado sucesso mundial! Talvez não estejam entendendo qual a ligação do último filme, com os livros e a biblioteca, mas logo explicarei.

Eu li todos os livros da saga graças à maravilhosa biblioteca do metrô, e creio que muitos outros jovens também. Esse post, além disso, é o meio de me despedir do mundo de Harry. Nunca me esquecerei desse mundo mágico, mas, como não haverá mais nenhum livro e nenhum filme, esse post é o meu jeito de dizer “adeus” a saga.

A Biblioteca Embarque na Leitura – Largo Treze foi muito importante na minha vida. Com ela, descobri o prazer da leitura achei o gênero Chick-Lit, e as melhores autoras: Marian Keyes, Meg Cabot e Sophie Kinsella! Mesmo tendo lido livros juvenis, que normalmente, não são considerados bons livros por alguns, foi justamente com esse tipo de livro que eu comecei a gostar de ler, a pegar um livro com mais de 400 páginas e devorá-lo em apenas três dias. Mas, preconceito literário é assunto para outro post… Enfim, eu peguei o gosto pela leitura por causa da biblioteca. Eu li a Saga Harry Potter porque tive acesso à biblioteca. Mas agora, onde está a biblioteca?

Sumiu, há mais ou menos um ano. Na época, ela apenas ficou com portas fechadas e com um aviso dizendo que o acervo da biblioteca estava sobre “averiguação” (não me recordo bem quais eram os termos no aviso). Depois, ela fechou para valer. Isso me deixou indignada, mas não havia como expressar a indignação antes, pois esse blog não existia.

Fazendo a pesquisa para o post, só achei textos sobre a inauguração da biblioteca, muitos textos, floreios e floreios de como seria o projeto… Mas, olha que engraçado, não achei o porquê de a biblioteca ter fechado. A única luz que encontrei, foi no blog “As tontas vão ao céu”. Segundo o blog, o motivo seria porque “a biblioteca não está cumprindo as metas de cadastrados que os patrocinadores pedem.”

Vejamos dois arquivos PDF que eu encontrei por outra pesquisa, referente aos meses de junho e agosto de 2008: http://www.brasilleitor.org.br/www/pdf/Metro_SP_RJ_PE_junho.pdf http://www.brasilleitor.org.br/www/pdf/Metro_SP_RJ_PE_agosto.pdf

Sim, a Biblioteca do Largo Treze é era a que tinha menos sócios ativos e empréstimos em São Paulo. Mas, a Linha 5 – Lilás, onde se localiza a estação Largo Treze, é a mais isolada na malha metroviária/ferroviário da cidade, portanto, o número de usuários nessa linha é menor. Os patrocinadores já sabiam disso antes de aceitarem o desafio. Esse projeto beneficiava muitas pessoas, e  nos próximos anos, com a expansão da Linha 5 – Lilás até a Chácara Klabin, Linha 2 -  Verde, que atravessará na Linha 1 – Azul, a mais movimentada da cidade, o projeto cresceria mais e mais. Mas, não esqueçamos que esses dados são referentes a 2008. A biblioteca fechou em 2010. Será que em DOIS anos, o número de cadastros subiu? Provavelmente.

Vendo o site do Instituto Brasil Leitor, sobre as bibliotecas e seus respectivos patrocinadores, não encontrei o nome da Visa em nenhuma das três bibliotecas que patrocinava segundo o vídeo acima.

Será que a Biblioteca Embarque na Leitura – Largo Treze fechou por conta de poucos cadastros? Ou por que a Visa não quis/pôde mais patrociná-la, e sem o patrocínio, tiveram que sacrificar alguma das biblioteca, pois como manteriam três bibliotecas que nem atraso de livro cobram em dinheiro? Essa é a incógnita que não foi sanada.

O que há hoje no lugar que a biblioteca ocupava? NADA (retificando (24/07), existe um piano, em que qualquer um pode tocar, mas, poderia-se agregar-se a biblioteca também, óbvio) Estamos perdendo a oportunidade de ter acesso à literatura, dos clássicos aos best sellers atuais. Eu perco, outros perdem, todos na sociedade perdem, sem a Biblioteca Embarque na Leitura – Largo Treze.

2 comentários:

  1. Mariana,
    Fico feliz que vc tenha comentado sobre meu blog aqui... infelizmente por causa de uma notícia super chata..
    Eu cheguei a mandar para o CQC o acontecimento, mas não foi selecionado para fazer parte do quadro "Proteste Já".
    Bom, pra mim foi uma fatalidade o fechamento da biblioteca, pois mesmo sendo moradora de Embu das Artes eu fazia uso dela.
    Depois do ocorrido, corri atrás de outras bibliotecas e achei alguma aqui em Embu na qual tenho carteirinha. São muito boas, mas não tem os mesmos livros que na da estação.
    Eu sou leiga em relação ao tipo de ação que poderia tomar pra que essa biblioteca voltasse. Foi por isso que ainda não corri atrás.

    ResponderExcluir
  2. Eu tentei entrar em contato com o Instituto Brasil Leitor através do Twitter, para saber o por quê de ter fechado, mas até agora não obtive nenhuma resposta (y). No site, depois de preencher o formulário, dá erro na página.

    No meu colégio, existe uma biblioteca, mas os livros na sua maioria são antigos e os gêneros não são os meus favoritos, ao contrário da biblioteca Embarque na Leitura, que abrangia dos clássicos aos lançamentos.

    E se mandássemos novamente para o Proteste Já? Ou tentássemos entrar em contato com o Brasil Leitor?

    ResponderExcluir

Fique à vontade de deixar um comentário. Só cuidado com a forma de se expressar, nada de ofensas! Sua participação é muito importante no "Ler é Conhecer", ;)!